Publicidade

Adesanya supera Whittaker no UFC 271 e segue como campeão no peso-médio; brasileiros vencem no card

UFC 271, realizado neste sábado (12), tem vitória do campeão peso-médio Israel Adesanya sobre Robert Whittaker na luta principal; brasileiros vencem

Realizado neste sábado (12), em Houston, nos Estados Unidos, o UFC 271 foi marcado pela revanche entre Israel Adesanya e Robert Whittaker pelo cinturão peso-médio, porém, o resultado foi o mesmo do combate anterior. Com uma atuação segura e sem sofrer sustos, Adesanya superou Whittaker na decisão unânime dos jurados após cinco rounds de combate e manteve o título dos médios do UFC em sua posse.

No co-main event do UFC 271, pela divisão peso-pesado, Tai Tuivasa aguentou bem o ímpeto de Derrick Lewis e nocauteou o americano no segundo round. Outro destaque do card principal foi Jared Cannonier, que superou Derek Brunson também por nocaute no segundo assalto e se aproximou da disputa de cinturão no peso-médio.

Tai Tuivasa nocauteou Derrick Lewis e emplacou sexta vitória seguida no UFC
Tai Tuivasa nocauteou Derrick Lewis e emplacou sexta vitória seguida no UFC (Foto: Reprodução/UFC)

Além disso, o card deste sábado contou com dois brasileiros em ação. No card principal, Renato Moicano teve uma atuação dominante e finalizou o americano Alexander Hernandez no segundo round. Já no card preliminar, também fazendo bom uso do Jiu-Jitsu, Douglas D’Silva encaixou um justo mata-leão e superou Sergey Morozov.

Adesanya supera Whittaker mais uma vez e mantém cinturão

Israel Adesanya fez bom uso da movimentação dentro do cage e, com golpes precisos, se mostrou claramente superior a Robert Whittaker no primeiro round. No segundo assalto, Whittaker passou a se arriscar mais e, com isso, os lutadores conectaram mais golpes na média distância. O australiano até chegou a conseguir uma queda, mas rapidamente Adesanya se levantou e o combate voltou a ficar em pé.

Após um terceiro round mais “morno”, com leve superioridade por parte de Israel Adesanya, a quarta parcial teve novamente Robert Whittaker tentando se arriscar mais. O australiano buscou a luta agarrada e chegou a subir nas costas do nigeriano, tentando o mata-leão, mas Adesanya saiu bem da posição e trouxe a luta para a trocação mais uma vez, onde nitidamente se mostrava melhor em relação ao adversário.

No quinto e último round, ciente da sua vantagem, Israel Adesanya passou a cadenciar mais a luta e controlar mais a distância, fazendo uso da sua boa envergadura. Whittaker, por sua vez, bem que tentou atacar, mas não conseguiu encontrar brechas no jogo do seu oponente. No fim, após cinco rounds bem disputados, Adesanya saiu vencedor na decisão unânime no main event do UFC 271 e defendeu com sucesso seu título peso-médio pela quarta vez.

Renato Moicano tem boa atuação e finaliza Hernandez

Renato Moicano e Alexander Hernandez iniciaram a luta trocando golpes na média distância. O brasileiro chegou a levar a luta para o chão, mas logo o combate voltou a ficar em pé, onde os dois lutadores seguiram na trocação. No segundo round, o roteiro continuou o mesmo. Após uma sequência de golpes potentes, Moicano levou Hernandez para o chão, com destaque para uma joelhada, que pegou em cheio na costela do adversário.

Com a luta no solo, o brasiliense aumentou sua pressão com golpes no ground and pound e conseguiu rapidamente a transição para as costas. Com muita técnica, Moicano encaixou o mata-leão e forçou os três tapinhas de Alexander Hernandez. Com o resultado no UFC 271, o brasileiro emplacou sua segunda vitória consecutiva no UFC e segue bem na categoria peso-leve.

Douglas D’Silva finaliza cazaque em virada espetacular

Após um começo estudado na luta em pé, Sergey Morozov tomou a primeira ação mais ofensiva e levou Douglas D’Silva a knockdown com um bom golpe de direita. O atleta do Cazaquistão ainda aplicou bons golpes no ground and pound durante o primeiro round. No segundo assalto, o brasileiro reagiu e foi a sua vez de levar Morozov ao solo com um dos seus socos, mostrando muita força de vontade. Na sequência, Douglas manteve o ritmo forte, voltou a levar Sergey a knockdown e dessa vez apostou em seu Jiu-Jitsu.

Com a luta no solo, Douglas D’Silva conseguiu rapidamente a transição para as costas, e após muito insistir, aplicou um belo mata-leão. Sergey Morozov bem que tentou resistir, mas com a eficiência do golpe por parte do brasileiro, acabou “apagando”, forçando a interrupção do árbitro central. Com o resultado no UFC 271, o paraense emplacou sua segunda vitória consecutiva no UFC e promete embalar uma boa sequência de resultados daqui para frente.

RESULTADOS COMPLETOS:

UFC 271
Houstou, no Texas (EUA)
Sábado, 12 de fevereiro de 2022

Card principal
Israel Adesanya derrotou Robert Whittaker por decisão unânime dos jurados
Tai Tuivasa derrotou Derrick Lewis por nocaute no 2R
Jared Cannonier derrotou Derek Brunson por nocaute técnico no 2R
Renato Moicano finalizou Alexander Hernandez com um mata-leão no 2R
Bobby Green derrotou Nasrat Haqparast por decisão unânime dos jurados

Card preliminar
Andrei Arlovski derrotou Jared Vanderaa por decisão unânime dos jurados
Casey O’Neill derrotou Roxanne Modafferi por decisão dividida dos jurados
Kyler Phillips finalizou Marcelo Rojo com um armlock no 3R
Carlos Ulberg derrotou Fabio Cherant por decisão unânime dos jurados
Ronnie Lawrence derrotou Mana Martinez por decisão unânime dos jurados
Jacob Malkoun derrotou AJ Dobson por decisão unânime dos jurados
Douglas D’Silva finalizou Sergey Morozov com um mata-leão no 2R
Jeremiah Wells finalizou Mike Mathetha com um mata-leão no 1R
Maxim Grishin derrotou William Knight por decisão unânime dos jurados

Para conferir mais notícias sobre o UFC 271, clique aqui
Publicidade
Publicidade