Publicidade

Davi Ramos tem pedido aceito, é desligado do UFC e já assina com outra franquia; saiba

Após o desligamento do UFC, Davi foi anunciado como integrante do GP da franquia russa ACA

Na última semana, o peso-leve Davi Ramos, que não tinha luta marcada pelo UFC desde julho de 2020, demonstrou toda a sua insatisfação e pediu publicamente para ser liberado pela companhia. O brasileiro teve o pedido atendido e não faz mais parte do quadro de atletas do Ultimate. A informação é do MMA Fighting.

Após o desligamento do UFC, Davi Ramos foi anunciado como integrante do GP até 70kg do Absolute Championship Akhmat (ACA). O carioca já, inclusive, lutou Jiu-Jitsu pelo ACB – que viria a se tornar o ACA.

Pelo UFC, Davi, aos 35 anos, colecionou um retrospecto de quatro vitórias e três derrotas. Na última luta, foi superado por Arman Tsarukyan por decisão unânime. No geral, o lutador apresenta dez triunfos e quatro derrotas. Além do MMA, o faixa-preta de Jiu-Jitsu terá como desafio em 2022 o ADCC, em Las Vegas (EUA).


Peso-pesado é demitido

Greg Hardy, que competia nos pesados, também foi desligado da companhia norte-americana. Após registrar o terceiro revés seguido, sendo o último contra Sergey Spivak, no início do mês, pelo UFC 272, ele mesmo já indicou para uma saída da organização. “The Prince of War” tem 33 anos, sete triunfos e cinco reveses no geral.

Para conferir mais notícias sobre Davi Ramos, clique aqui
Publicidade
Publicidade