Publicidade

Prochazka revela que pode ser substituto em disputa de título entre Blachowicz e Glover; veja

Sensação da categoria meio-pesado do Ultimate, Jiri Prochazka se destacou na maior organização de MMA do mundo após as duas vitórias que contabilizou desde que foi contratado, sobre Volkan Oezdemir e Dominick Reyes, ambas por nocaute no segundo round. Essas foram suas únicas lutas na organização, mas, mesmo assim, o atleta da República Tcheca pode estar muito perto de um title shot.

Segundo “Denisa” revelou em entrevista ao podcast “Fair Play Thinker”, o UFC está em negociação com ele para ser o substituto imediato na disputa de cinturão entre Jan Blachowicz (atual campeão dos 93kg) e Glover Teixeira. O confronto pelo título dos meio-pesados vai ocorrer no card do UFC 266, marcado para o dia 4 de setembro, em local ainda não confirmado oficialmente pela companhia. Caso aconteça algo com o polonês ou o brasileiro em que um deles acabe saindo do card, Prochazka surge como desafiante ao título.

“Não sei se posso falar sobre esse assunto publicamente. Mas tudo o que posso falar é que estamos negociando para que eu seja o lutador reserva para a disputa de cinturão entre Jan Blachowicz e Glover Teixeira. Não assinamos nada ainda, mas estou me preparando como sempre, mantendo minha rotina de treinamentos”, revelou Prochazka.

Aos 28 anos de idade, o Jiri Prochazka soma 28 vitórias, três derrotas e um empate em sua carreira no MMA profissional. O tcheco ainda revelou que, à medida em que seus confrontos estão próximos a acontecer, ele deixa festas, diversão e até relações sexuais de lado para focar somente na preparação.

“Quando começo a preparação para lutar, deixo de lado toda a diversão, contato com amigos, corto tudo. Eu só treino, leio e aprendo inglês. E às 20h, eu começo a me preparar para dormir, e normalmente durmo 21h30. Também interrompo minha vida sexual dois meses antes da luta. Tudo. Bloqueio tanto que preciso fazer exercícios especiais de respiração que me permitam sentir essa energia. Por isso meu metabolismo acelera e começo a perder peso e fico mais forte e mais rápido. A preparação para a luta é brutal”, finalizou.

Publicidade
Publicidade