Publicidade

Vídeo mostra Velásquez em suposta perseguição a homem acusado de molestar parente do lutador; assista

Sob custódia, Cain Velásquez enfrenta seis acusações e pode ser condenado a 20 anos de cadeia ou até mesmo prisão perpétua; veja mais detalhes

Divulgado na última quinta-feira (3) pelo canal de TV americano “NBC”, um vídeo filmado pelo celular mostra uma suposta perseguição de Cain Velásquez em direção à caminhonete onde estava o homem que é acusado de molestar um parente menor de idade do ex-campeão peso-pesado do UFC. Vale ressaltar que o lutador foi preso na última segunda-feira (28), sob acusação de tentativa de homicídio, pelo fato de ter atirado no veículo e ter baleado o padrasto do homem acusado.

No vídeo, é possível acompanhar uma perseguição à distância de cerca de seis segundos. Nele, não é possível identificar Cain Velásquez ou até mesmo as pessoas que estavam na caminhonete perseguida pelo lutador. No entanto, os carros são os mesmos da descrição emitida pela polícia no boletim de ocorrência (um Ford, dirigido por Velásquez, e um Chevrolet Silverado). Ainda é possível constatar que a caminhonete parece estar amassada e com buracos de bala.

Na última quarta-feira (2), Cain Velásquez passou pela primeira audiência relacionada ao caso. O ex-campeão do UFC recebeu seis acusações: tentativa de homicídio, atirar em veículo motorizado ou aeronave, agressão com arma de fogo, agressão com uma arma letal, descarregar por vontade própria uma arma de fogo em um veículo, e transporte de arma de fogo carregada com intuito de cometer um crime. A audiência, vale ressaltar, terá prosseguimento na próxima segunda-feira (7).

Velásquez segue sob custódia, tendo em vista que não houve determinação de fiança. O lutador pode pegar de 20 anos a prisão perpétua, segundo consta no código penal da Califórnia (EUA), se houver condenação pela acusação de tentativa de homicídio. Cain ainda pode ter seu tempo de prisão aumentado caso ocorra condenação nas outras acusações.

Relembre o caso

Ex-campeão do UFC, Cain Velásquez está preso nos Estados Unidos após tentativa de homicídio na Califórnia. O lutador atirou em um carro que estava com três homens – e acertou em um, que foi socorrido e passa bem. Um desses indivíduos, que estava no carro e era alvo do lutador, é identificado como Harry Goularte Jr., de 43 anos, e tinha sido preso recentemente por violar diversas vezes uma criança – que é parente do peso-pesado. No entanto, esse homem acabou sendo solto há poucos dias após pagar de fiança de 50 mil dólares.

Durante a quarta-feira (2), a promotoria do condado de Santa Clara anunciou as acusações contra Velásquez após uma audiência. O órgão afirmou que o lutador disparou “várias vezes” de uma arma com calibre .40, em um caminhão onde estava Harry Goularte Jr. – o homem acusado de molestar o parente do ex-campeão.

Para conferir mais notícias sobre Cain Velásquez, clique aqui
Publicidade
Publicidade